FANTÁSTICAS JOIAS – Concept Fashion

FANTÁSTICAS JOIAS

Naturais, criativas e sustentáveis!

Marcas de joias brasileiras estão ganhando espaço no mercado pelo design diferenciado e principalmente pelo uso de produtos naturais e reciclados. Pensando nessa pegada separamos 3 empresas que começaram à partir dessa iniciativa e estão cada vez mais em evidência. Confiram!

Naisha Cardoso nasceu e cresceu em Belém e desde pequena se encanta pelas formas, cores e texturas de sua terra, fazendo uma mistura de paixão e inquietude em sua mente. A designer diz que quando criança ficava olhando fotos de joias tentando entender como eram feitas e sentia uma enorme curiosidade por qualquer material novo. Mas a chama se acendeu mesmo quando viu um colar da mãe feito de murano (vidro de origem italiana), ela se encantou com as cores profundas dos vidros. Em 2004 deu início a sua marca denominando-as Objetos com Personalidade. Mas em 2007, abraçou a ideia de vez e abriu sua primeira loja física com peças únicas, feitas artesanalmente. Mas em 2009 foi para Veneza, berço do murano, e desde então o vidro soprado mesclado com pedras brasileiras virou sua marca registrada. Hoje, a artista é mestre em dar vida à coleções fantásticas de joias e acessórios que fogem do comum. Suas peças cheias de brasilidade misturam gotas e outras formas em murano, pedras, ourivesaria, artesania e muito talento. É difícil definir o seu estilo. Seus adornos são arte e sua linguagem visual resgata a beleza da Amazônia, a alegria de seu povo, além de expressar todas as cores, sabores e elementos da cultura que fazem de Belém um lugar único no Brasil. Confira mais sobre o trabalho dessa artista pelo site e instagram.

A marca RE-D.ECK reaproveita shapes de skate para desenvolver incríveis peças modernas e cheias de estilo. Danielle Domuci é a designer por trás desse projeto, sempre trabalhou com o desenvolvimento de joias mas foi junto com seu namorado skatista que os dois perceberam a quantidade de shapes que quando quebrados eram jogados fora, sendo que as lâminas de madeira eram de boa qualidade, sem contar que também gostavam muito das cores que compunham as peças. Assim, Danielle decidiu dar um novo uso para elas e começou a criar acessórios a partir do material reaproveitado.

“Quando o material não serve mais para a prática do skate, nós o transformamos e damos um segundo ciclo de vida para ele” – Explica a designer.

O trabalho da marca é importante porque os shapes são feitos de lâminas de madeira e camadas de resina, sendo difíceis de se decomporem. Assim, ela evita o descarte incorreto e transforma em arte algo que seria lixo.

Outra marca que também reaproveita o descarte de madeira para transformar em joias é a Utrópica. Lucas já trabalhava como artesão de acessórios há quase 12 anos quando decidiu criar a marca, junto com sua esposa Nathália. A madeira usada na confecção dos acessórios sempre provém de descarte. Seja doação de empresas, amigos, ou até mesmo de garimpos feitos pela rua. Lucas também trabalha com o coco seco, para fazer máscaras decorativas. A prata 950 dá o toque final em algumas joias, enquanto outras peças levam um fio de camurça sintética. Além de trabalhar com material reutilizável, a sustentabilidade também está na técnica aplicada por Lucas em sua produção. A marchetaria possibilita que cada pedaço de madeira seja usado. Como um mosaico, as peças são cortadas e coladas umas nas outras, garantindo um aproveitamento de quase 100% do material e uma produção sem resíduos.

Iniciativas como essas estão crescendo cada vez mais entre os designers e empresas, vale a pena investir!